DESTINO

SOU PAREDE INTRANSPONÍVEL.
SOU MURALHA DE  PEDRA.
SOU LIMITE.
SOU FINITO.
TE EMPAREDO.
TE SUFOCO.
O TRANSFORMO EM PÓ ,
TE REDUZO A POEIRA.
E AO DILUIR-TE SOPRO AO VENTO E O TORNO LIVRE.

1 comentários:



I. Caroline disse...

Olá!!!
Linda a sua postagem!
Adorei seu blog, e estou seguindo.
Bjim!!!