ENCONTRADA


FUI MASTIGADA PELA PAIXÃO,
ELA ARRAZOU MEU CORAÇÃO.
ME HUMILHOU,
ME DEIXOU SEM CHÃO.
PERDIDA NO CAMINHO EM TRAPOS,
FORASTEIRA.


TE ENCONTREI NO DESERTO.
[OÁSIS] AGUA FRESCA,
SORRISO SINCERO,
ABRAÇO ACOLHEDOR,
CASA ACONCHEGANTE.
ME CONVIDOU A ENTRAR
COMO ESTAVA TRANQUILA,
CONFIANTEMENTE ACEITEI.


E FUI FICANDO,
FICANDO,
E NÃO MAIS VOLTEI.


FRAGILIDADE

TE QUERO AGORA.

[JÁ].

QUERO TUA ATENÇÃO,

PROTEÇÃO.

SOU PÁSSARO NO INVERNO,

NÃO TENHO PARA ONDE IR.

FICO AQUI EM MINHA TOCA,

APENAS ESPERO UM SINAL DA TUA LUZ.

[SOL QUE ME AQUECE]

ENQUANTO TU NÃO APARECES ME ENCHES DE SAUDADE.

NÃO PARA PAIXÃO

QUEM PRECISA DE AMOR [PAIXÃO]?
PRECISO DE CUIDADO,
DE CARINHO.
PRECISO NÃO ESTAR SOZINHO,
PRECISO DE RECIPROCIDADE.
ATENÇÃO DESINTERESSADA.
PRECISO DE ALGUÉM REAL.
QUE VAI ME SEGURAR QUANDO ESTIVER FRACA.
QUE VAI ME LEVANTAR QUANDO EU CAIR.

ME DESARMAR

TENHO QUE IR.
TENHO QUE FLUIR COM O RIO.
TENHO QUE DEIXAR A CORRETEZA ME LEVAR.
ME DESARMAR,
ME JOGAR NOS BRAÇOS DE ALGUÉM QUE ME PROTEGE
QUE ME AMA.
ESTOU INDO COM O VENTO.
ESTOU ME DILUINDO NO SORRISO VERDADEIRO.
ME DESPINDO, ME DESPEDAÇANDO NO ABRAÇO SINCERO.
ME ENTREGANDO, E NÃO MAIS ME IMPORATANDO.

MURALHA

MINHA VONTADE DE VOCÊ ME CONSOME.
INCENDEIA A MINHA ALMA.
ME CEGA.
ME TRANSTORNA.
ME DAR MEDO.
PORQUE PERCO O CONTROLE.
O DOMÍNIO.
COMO DOMINADORA QUE SOU
QUERO VOCÊ EM MINHAS MÃOS.
COMO ESCRAVO,
COMO INDEFESO,
PRESA FÁCIL.
LOGO QUESTIONO,
QUEM ESTÁ PRESO?
ENTRELAÇADO?

DESTINO

SOU PAREDE INTRANSPONÍVEL.
SOU MURALHA DE  PEDRA.
SOU LIMITE.
SOU FINITO.
TE EMPAREDO.
TE SUFOCO.
O TRANSFORMO EM PÓ ,
TE REDUZO A POEIRA.
E AO DILUIR-TE SOPRO AO VENTO E O TORNO LIVRE.

BROTAR VOCÊ

Eu montanha para tua escalada.
Quero deslizar em tua língua,
E tocar a tua alma
Entorpercer-te a ponto de nada mais querer
Em sorriso em ti dissolver.
E com a primavera brotar em semente.
Em flor com o nascer do sol.