CONTRADIÇÃO SOCIAL


No inicio desta semana pela manhã assisti um programa desses de revista eletrônica, de uma grande rede de televisão.


E eles estavam abordando o tema: A sexualidade na adolescência, com um famoso doutor especialista na área.


Neste programa a apresentadora vinha com um discurso em defesa da adolescência, dos valores da familia, limites que devem ser postos, abordou a questão da influência da mídia etc.


E, abordavam um episódio que tinha ocorrido em uma escola em que três alunos estavam tendo relação sexual no banheiro da instituição,


Mas, nesta mesma emissora de TV possui um seriado em que uma personagem tem dois namorados e consequentemente mora com os dois na mesma casa, dormem na mesma cama e infere-se que devem os três praticarem sexo, pois sabemos que a forma de namoro deste século não é só beijinho e abraço.


Assim, podemos ver a grande contradição social que nós vivemos. Ao mesmo tempo que não queremos que os nossos adolescentes "transem" no banheiro da escola, tendo limites, valores e responsabilidade. Mostramos para eles através de personagens na TV ( os quais tem caracteristicas que eles se identificam, pois se vestem como adolescentes com roupas fashions). Mostrando que é normal ou aceitável ter dois namorados, deixo a questão: Como podemos entender essa sociedade?

5 comentários:



George disse...

Contradição é realmente o sobrenome desta nossa sociedade.
O referido seriado ao qual citou foi tirado de tirinhas que há bastante anos já tem um público fiel formado não só por jovens, como também por várias pessoas já com idades avançadas, mas que não vêm nada demais nas tirinhas.
A tal emissora, já é bastante conhecida por só colocar em sua grade de programação, programas que em nada adiciona ao nosso povo, principalmente à nossa juventude que está no começo de sua formação educacional.

IGREJA INVISÍVEL disse...

Contradição ou não o que falta é educação familiar. Os jovens precisam de limites e de bons exemplos dos seus pais e familiares mais próximos, uma conversa franca sobre sexualidade também evita dissabores e conflitos posteriores. E a TV tem que ser livre para o seu público, no entanto para o seu controle existe o controle remoto.

Déia Poeta disse...

Pedro concordo em parte com você.
Bom, concordo sim que os adolescentes precisam de educação sexual, e respeito próprio, mas a televisão precisa também ter uma certa dose nessa educação, já que este é um veiculo "cultural" de massa, e muitos pais no nosso Brasil não tiveram essa educação, e sucessivamente não poderão dá-la aos seus filhos, e não esquecendo que quem cria os filhos no Brasil não são os pais e sim a televisão.
Agradeço sua participação, sempre pertinente.

Gustavo disse...

Lembra do bordão da Ditadura? Pois é, nossa sociedade está assim: "Ame-a ou deixe-a!"

Déia Poeta disse...

Gú, que bom vê-lo aqui!Até que fim tenho sua prestigiosa preseça!
O que você observou tem muita verdade, mas não podemos nos conformar...
Grata!