OUTRA VERSÃO




Poderia ser uma história diferente.
Poderia ser um ser humano sem humilhação,
Poderia ser gente.
Homens sempre cruéis!
Enviam o filho de Deus para cruz,
Enviam o negro para o pelourinho.
O escravizam em um corpo branco de olhos azuis.
Escravizam a nós negros com modelos de brancos.
Prendem-nos nesse corpo esguio e estranho.
Maldizendo a nossa cor.
Maldizendo os nossos lábios.
Nos comparando a animais.
Maldizendo aos nossos hábitos.
Nós não somos exóticos,
Nem atração de circo!
Não temos corpos que só validam-se para prostituição.
Nós temos poder de opinar.
Temos ação!
Podemos quebrar essa máquina midial alienante.
Que com suas mensagens subliminares e lavagens celebrais,
Dizem como temos que guiar as nossas vidas.
Não quero prostituição como padrão!
Não quero valores que desmoralizam a família,
E incita o homem a trair e ser infiel.
Não quero o sistema que rege o mundo.
Que é injusto,
Que é discriminatório,
Que é hipócrita,
E cruel.

0 comentários: