MOVIMENTO INVOLUNTÁRIO



Só consigo escrever o que sinto.
Virou costume.
Virou necessidade fisiológica.
Aqui expresso minhas idéias,
Alegrias,
Emoções,
Carências,
Ardências,
Fantasias.
O que enxergo.
O que não enxergo.
O aparente.
O dito .
E o não dito.
Portanto, de tanto escrever me sinto dormente.
Este ato transformou-se em movimento involuntário.

0 comentários: