DEVAGAR




Sem pressa eu vou.
Sem pressa construo.
Memórias.
Futuro.
Aprendizado.
Porque a vida é ambígua.
Dar-nos possibilidades contraditórias.
Ao mesmo tempo em que é dinâmica.
Em alguns momentos ensina-nos que precisamos ter paciência.
Andar de vagar.
Pois ela é assim...
Cheia de processos

Ela vai no tic-tac do relógio.
O velho exemplo da plantinha que precisa ser regada a partir do momento que é semente.
E é necessário esperar o tempo da germinação e do seu crescimento.
E ainda a sua manutenção para a sobre vivência dela.
Nós humanos é que corremos demais.
E esquecemos de valorizar o que é mais importante na nossa vida.
Nossa família,
Nossos amigos,
A sinceridade,
A franqueza,
A comida feita com carinho,
à rebeldia de um filho que assim nos pede para amá-lo mais
e ter paciência com ele.
E apenas um olhar de carinho para a nossa sociedade tão violenta.
Não podemos correr tanto,
Se não assinaremos a nossa sentença de morte.

0 comentários: