DESCOBERTA


Quero desvendar você,

Descobrir seu enigma.

O que encontrarei por trás da máscara?

Devo contentar-me com simples aparências?

Com o parecer?

Ou devo ir fundo?

O que vou encontrar nessas esquinas escuras e sombrias?

Quero encontrar você.

O mais simples.

O mais ingênuo.

O mais casto.

O mais tenro.

Mas, se ao invés de encontrar um anjo,

encontrar um espanto?

Um demônio?

Angustias que vem a minha alma.

Que me entrelaçam e confundem.

Que me inquietam.

Que me ilude.

Só quero sair da caverna.

Buscar a quietude do mar.

0 comentários: